terça-feira, 13 de novembro de 2018

Alerta Costeiro: Uma exposição de Pedro Agostinho Cruz no CAE para uma semana de inquietação e reflexão!

Na sua página do Facebook o fotojornalista Pedro Agostinho Cruz, nascido na Cova-Gala, explica que esta exposição hoje inaugurada na Sala Afonso Cruz do Centro de Artes e Espectáculos “será apenas uma semana de inquietação e reflexão sobre o tema erosão costeira”. 
E desafia quem visitar o conjunto de fotografias: “Tirem as vossas ilações. Não vai haver inauguração! Não há nada para inaugurar. Há tudo para fazer!... São Pedro está a desaparecer. Alerta Costeiro é uma tragédia adiada!...” 
Um alerta que está (novamente) dado através das lentes de um fotógrafo que ama a sua terra!

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

'5ªs de Leitura' assinala o seu 9º aniversário com escritores figueirenses em jantar literário

O 9º aniversário do projeto de promoção e incentivo à leitura denominado '5ªs de Leitura' vai ser assinalado no dia 22 de novembro, pelas 20h00, no Centro de Artes e Espectáculos com um Jantar Literário que terá como convidados os escritores figueirenses: António Tavares, Afonso Cruz, Gonçalo Cadilhe, Maria Manuel Viana e Nuno Camarneiro. 
A participação na iniciativa é sujeita a inscrição, presencial, ao balcão da Biblioteca Municipal, até 20 de novembro e ao pagamento de 15€/px. Os leitores da Biblioteca irão usufruir de 20% de desconto, pelo que pagarão12€ /px.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Obra de Luís Cajão é tema da segunda tertúlia 'Pontos e Vírgulas'

No passado dia 03 de outubro realizou-se a primeira de quatro tertúlias "Pontos e Vírgulas - Palavras ditas, reditas e trocadas às quartas", promovidas pelo Município da Figueira da Foz em parceria com Pateo das Galinhas – Grupo Experimental de Teatro, uma vez por mês, às quartas -feiras, até 19 de janeiro. 
A segunda tertúlia realiza-se dia 14 de novembro, pelas 18h30, na Casa do Povo de Lavos, tendo como convidado António Tavares que irá falar sobre Luís Cajão e a sua obra.

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Pintura de João Veiga Gomes, arte brasileira, e workshop, na Galeria Magenta

A exposição 'Ilustres Referências' intitula a exposição de pintura de João Veiga Gomes patente na Galeria Magenta. O artista plástico, advogado e consultor em matéria de propriedade intelectual, nasceu e reside em Lisboa. Tem-se dedicado também à escrita e publicou através da Leya algumas obras no domínio do teatro e da poesia, ilustrando-as com desenhos seus. 
A exposição, inaugurada a 27 de outubro, pode ser visitada até 14 de novembro. 
…..................... 
Por sua vez, e logo a 15 de novembro, será a vez de uma exposição itinerante de artistas plásticos brasileiros intitulada "Arte Brasileira". Esta mostra, que está em exibição na Alemanha, passará por Itália vindo depois para a Galeria Magenta na Figueira da Foz, onde será inaugurada neste dia pelas 17h30. Trata-se de uma parceria estabelecida entre a Magenta e o Atelier Gladys Ometto do Brasil que, para além da exposição, realizará a 17 de novembro, também nas instalações da Magenta, um workshop de pintura intitulado "acrílico diluído" aberto igualmente a não sócios que poderão fazer a inscrição pelo e-mail (magentarte@gmail.com).

domingo, 4 de novembro de 2018

Biblioteca e Comunidade de Leitores evocam nascimento de Fernando Pessoa

A Biblioteca Municipal da Figueira da Foz, em colaboração com a sua Comunidade de Leitores, evoca o 130º aniversário do nascimento de Fernando Pessoa (1888-1935) e organiza encontro de poesia “Poema(r)-te: falar e dizer Pessoa", na 6ª feira dia 09 de novembro, pelas 21h00, na Biblioteca Municipal 
A iniciativa, gratuita, irá contar com a participação de elementos da Cooperativa 'Bonifrates' que farão leitura de textos de Fernando Pessoa e seus heterónimo, bem como de todos quantos partilhem o gosto pela obra daquele que, apesar de apenas ter publicado um livro em vida, "Mensagem”, é considerado um dos escritores portugueses mais importantes do século XX.

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Salão Internacional de Arte em Pequeno Formato de 20x20 vai ser inaugurado no sábado

O 8º Salão Internacional de Arte em Pequeno Formato 20x20 vai apresentar pequeníssimas obras de arte que nos transportam, como que por magia, para um espaço de encanto e poesia. Na parede, sonhos em pequeno formato. Cada quadro é a alma dum artista aconchegada num quadrado de 20 centímetros. Desafios do gesto contido da imaginação arrumada, porque a dimensão é a “provocação” que faz viver o Salão. O resultado, a magia conseguida, é que ressalta a enorme ternura com que estas “pequenas obras” de arte nos cativam. 
A 8.ª edição do Salão Internacional de Pequeno Formato 20x20 vai decorrer no Centro de Artes e Espectáculos, com inauguração prevista e é uma organização da Associação da Amizade e das Artes Galego Portugueses (AAAGP). 
Neste sábado dia 3 de novembro a inauguração no CAE ocorrerá por volta das 16h00, a que se segue a Assembleia Geral às 18h30, culminando o dia com jantar na Quinta da Salmanha (inscrições abertas).

Artistas da Magenta premiados em Paris

Regressados do 23º Artshoping que decorreu em Paris, entre 19 e 21 de Outubro de 2018, no Carrousel du Louvre, os associados da Magenta voltaram a trazer prémios para Portugal. 
(Clicar programas para melhor os visualizar) Neste salão internacional, organizado pela ArtcomExpo em parceria com a Magenta e outras duas Associações do Brasil, participaram cerca de oito dezenas de artistas de vários pontos do mundo, nomeadamente: Portugal, Angola, Itália, Espanha, Brasil, Reino Unido, Bélgica, Albania, Emirados Árabes Unidos, Noruega, Chile, França e Luxemburgo. 
No decurso da exposição decorreu, também, o lançamento da quarta edição do livro de arte contemporânea editado pela ArtcomExpo na Noruega, no qual participam cerca de sete dezenas de Artistas Plásticos de diferentes partes do mundo, intitulado "Artists Across Continents", onde Rosa Coelho, José Baptista, Esperança Matos, Dulce Menezes e Victor Costa representam a Magenta. 
A antecipar a exposição, nos dias 17 e 18 de outubro, esta Associação dos Artistas pela Arte promoveu um workshop de fotografia ministrado pela conceituada fotógrafa Gabriela Medina que focou essencialmente a temática da paisagem e da pessoa, com desenvolvimento da técnica fotográfica diurna e noturna.

Comunidade de Leitores selecionou para novembro livro de Jorge Amado

A Comunidade de Leitores da Biblioteca Municipal da Figueira da Foz selecionou para leitura no mês de novembro o romance 'A Morte e a Morte de Quincas Berro d´Água' de Jorge Amado. 
O romance foi publicado pela primeira vez em 1959, faz parte da segunda fase do modernismo brasileiro, onde o Nordeste é sempre o pano de fundo, e é considerada uma de obras primas do escritor brasileiro que num "texto que se mostra poético, enxuto e debochado, faz críticas à burguesia da época". 
Este encontro / debate da comunidade realiza-se a 24 de novembro, pelas 15h00, na Biblioteca Municipal.

Biblioteca recebe laboratório Marefoz nos 'Sábados a Ler'

No próximo sábado dia 03 de novembro pelas 15h30, no âmbito da atividade mensal 'Sábado a Ler', a Biblioteca Municipal recebe o Laboratório MAREFOZ e o seu projeto educativo SERMAR, que traz o projeto educativo SERMARE "Mare de Histórias com ciência nos livros", para partilhar. 
A iniciativa é gratuita, de entrada livre, e direcionada a famílias e crianças dos 5 aos 12 anos. O primeiro livro a ser partilhado é "A Manta que dava abraços" de Milu Loureiro.

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Livro de poesia 'Pó de Arroz' de Maria do Carmo Cachulo apresentado na biblioteca

A Biblioteca Municipal acolhe no próximo sábado 27 de outubro pelas 16h30, a apresentação do livro "Pó de Arroz" de Maria do Carmo Cachulo. 
Trata-se de um livro de poesia e prosa poética, 'uma simbiose de apegos ao passado e à vida, mas ainda assim de aura fresca e atual'. 
Maria do Carmo Freitas Cachulo Aguiar Fonseca nasceu em 1956 na localidade de Abrunheira, Montemor-o-Velho. Licenciou-se em medicina pela Universidade de Coimbra e abraçou a cardiologia como especialização, exercendo atualmente funções no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra – Hospital Geral. Durante a sua carreira, dedicou-se também à docência, tanto na Universidade de Coimbra como na Escola Superior de Tecnologia da Saúde da mesma cidade. 
A par desta atividade científica e profissional, mantém vivos outros interesses. Assim, em momentos de solidão consentida e magia inexplicável, permite-se ser pintora realista de um mundo em mutação, pincelando cenários e afeições com laivos da sua poesia. 
A autora tem editados 'Brincos de Cereja' (2013) e 'Um Sopro no Coração' (2015), e conta com duas participações na Antologia de Poesia Contemporânea, da Chiado Editora (2014 e 2015).

Artistas da AAAGP expuseram no Carrousel do Louvre em Paris

A presidente da AAAGP Conceição Ruivo, comissária e promotora da arte dos artistas nacionais e internacionais, fez-se acompanhar de trinta artistas da Associação de Amizade e das Artes Galego Portuguesa nesta exposição valiosa, assistida pela Rádio França Internacional, que salientou os prémios atribuídos aos artistas que mais se evidenciaram: 
Medalha de Ouro - Lemos Djata (Guiné-Bissau); Medalha de Prata - Isaac Silvestre Quizembe (Angola); e Medalhas de Bronze - Armando Scoot (Angola) e Gabriel Gavioli (Brasil). E todos os artistas foram premiados com a Medalha de Menção Honrosa da AAAGP- Portugal.

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Ventos e adiamentos

A SMS - Associação dos Amigos do Convento de Santa Maria de Seiça comunicou que a 7ª Palestra 'Conversas com Sabor', que iria ter lugar no auditório do Sítio das Artes, foi adiada devido o local ter ficado com poucas condições de ser utilizado devido aos ventos da tempestade Leslie, não estando ainda definida nova data. 
….. 
Também o Centro de Artes e Espectáculos informou do adiamento dos eventos previstos para esta 6ª feira e domingo, dias 19 e 21 de outubro, anunciando as novas datas: 
*Sessão de cinema “O Caderno Negro” (19 de outubro) – Nova Data: 26 de outubro; 
*Café Concerto / After Movie com Beatriz Pessoa (19 de outubro) – Nova Data: 22 de março de 2019; 
*ORQUESTRAE – Banda de Santana com André Sardet (21 de outubro) – Nova Data: 27 de janeiro de 2019. 
-Mais informa que os bilhetes adquiridos para o ORQUESTRAE – Banda de Santana com André Sardet, são válidos para a nova data. Quem adquiriu bilhete e pretender a devolução do valor do mesmo deverá dirigir-se à bilheteira do CAE a partir de dia 5 de novembro.

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Conceição Ruivo: Artista plática inaugura este sábado duas exposições no CAE! Já a apelidam de CR2 !

A partir da tarde deste sábado dia 13 de outubro, vão ser inauguradas duas exposições da criativa artista plástica Conceição Ruivo no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz. 
Na Sala Afonso Cruz a mostra de fotografia 'A vida a fazer-se mais difícil', patente até 11 de novembro: A ruína do casario pode ser a consequência de um novo estilo de vida que passa pelo abandono das casas por outras casas, a vida por outras vidas, o lugar nem sempre triste e abandonado por outros lugares. A terra seca, os arbustos crescem, desfazem-se as paredes de adobes de areia, até a pedra perde o brilho natural, a telha de canudo cai, cai a varanda, as portadas, as janelas. Caiem as almas... 
Na Sala 2 a exposição de pintura 'CR - 50 Anos em Arte', que poderá ser visitada até 13 de janeiro de 2019. 
“-A sua pintura é multifacetada e por vezes quando pinta é despida de falsos pudores, exprimindo um Erotismo que chega a aliciar os puritanos… e a alegrar os defensores da total liberdade… Em tabuleiros quadrados ou retangulares de tela, azulejo ou mural, revela uma constante Portugalidade. Fios de bordados e rendas, colagens, acessórios, poetas, mulheres, pescadores, camponeses, dançam, numa harmonia contagiante e garrida a querer mostrar os usos e costumes de um Portugal que se quer culto e que Conceição Ruivo ama!"
(Ana Malta)

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Coimbra Região de Cultura traz 'Mãos de Sal' ao Museu Santos Rocha

O Museu Municipal Santos Rocha da Figueira da Foz recebe no próximo sábado, 06 de outubro, pelas 16h00 - no âmbito do projeto de programação patrimonial e cultural em rede “Coimbra Região de Cultura” desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região Centro - o teatro de Marionetas “Mãos de Sal pela companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora. O espetáculo é gratuito e direcionado a famílias e crianças maiores de 3 anos. 
Este projeto envolve mais de centena e meia de iniciativas nos 19 municípios que integram a CIM – RC  e cruza teatro, música, dança e outras artes, numa 'rede de iniciativas pluridisciplinares, integrando espaços patrimoniais, museológicos, centros históricos e recintos culturais. O mesmo pretende também,  valorizar os patrimónios material e imaterial da região, criar novos públicos para as artes e para a cultura, potenciar “relações de pertença entre as comunidades locais e o património' e promover o turismo.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Prazo para participação no Prémio Literário João Gaspar Simões decorre até ao fim do ano

O Município da Figueira da Foz encontra-se a receber, até 31 de dezembro de 2018, no âmbito da V edição do Prémio Literário João Gaspar Simões, biénio 2018/2019,   obras originais, inéditas, de produção individual e não premiadas anteriormente, do género prosas narrativas sob a forma de romance ou novela.   
Podem participar os indivíduos de nacionalidade portuguesa ou estrangeira residentes em Portugal e será atribuído um prémio único no valor de 2.500 euros, e o município assume o compromisso de apoiar a 1.ª edição da obra premiada, a estabelecer à data. 
O Prémio Literário João Gaspar Simões foi instituído em 2009 pela Câmara Municipal da Figueira da Foz, pretendendo incentivar a criação literária e dar a conhecer novas obras e autores, assim como contribuir para a valorização e promoção da literatura de qualidade, considerada elemento essencial para o desenvolvimento e enraizamento dos hábitos de leitura e também distinguir tão ilustre personalidade da história literária portuguesa como é o figueirense João Gaspar Simões, figura grada da literatura nacional, romancista, dramaturgo, editor, crítico e tradutor.  -Consultar regulamento AQUI-

Republicaníadas' quatro vezes até janeiro

No âmbito do Ano Europeu do Património Cultural o Município da Figueira da Foz e o Pateo das Galinhas - Grupo Experimental de Teatro, promovem, em parceria, 'Pontos e Vírgulas - Palavras ditas, reditas e trocadas às quartas', uma série de quatro tertúlias, que se irão realizar uma vez por mês, às quartas-feiras, entre 18 de outubro e 19 de janeiro, em diversos locais do concelho, como o Salão Nobre dos Paços do Município, a  Quinta das Olaias ou a Casa do Povo de Lavos.  
A primeira tertúlia  designa-se "Republicaníadas" e realiza-se esta 4ª feira dia 03 de outubro, pelas 18h30 no Salão Nobre dos Paços do Município e tem como convidado Manuel Ferro.

domingo, 30 de setembro de 2018

Artista plástico JACastillo expõe na Casa dos Suecos!

O artista plástico espanhol Jose Antonio del Castillo Martin, que alterna a sua veia artística entre Ciudad Rodrigo onde nasceu, e a Figueira da Foz onde habita, inaugurou nesta 6ª feira, dia 28 de setembro, uma exposição de pintura no restaurante Casa dos Suecos com várias das suas características obras, muitas das quais pincelando a nossa cidade. 
Patente até 28 de novembro.

Exposição 'Mulher' de Ninita na Magenta

Foi ontem inaugurada uma exposição da pintora Ninita Azevedo na galeria Magenta. 
Intitulada 'Mulher', esta exposição é uma homenagem que a artista plástica faz à Mulher - Mulher Mãe, Mulher sofredora, Mulher no seu todo... 
A mostra conta com obras realizados em diferentes fases do seu trabalho artístico e ficará exposta até 26 de outubro.

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Expo de pintura 'Tensões Simbólicas' na Sala Zé Penicheiro

O artista plástico Afonso de Jesus Nogueira, natural do Porto, frequentou a Escola Artística Soares dos Reis durante os anos 60 onde se formou em artes gráficas, acabando por exercer funções docentes na área da fotografia e fotomecânica. 
Desenvolveu diversos projetos artísticos, alguns relacionados com movimentos sociais e políticos, e outros de carácter mais pessoal segundo uma linha de abordagem plástica onde procura o diálogo entre o real e o íntimo imaginário. 
A sua pintura atual segue o caminho da materialização de tensões simbólicas onde a cor e a luz se pautam com o advento do acaso. 
Participou em diversas exposições coletivas e individuais em Portugal e está representado em coleções particulares nacionais. Expõe agora na Sala Zé Penicheiro do CAE uma coleção intitulada 'Tensões Simbólicas'. Inaugurada ontem, a mostra estará patente até 28 de outubro.

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Expo no CAE parceria Magenta / Figueirafilmart atribuiu prémios!

'Pintura e Sétima Arte' intitulou a exposição de pintura organizada pela Magenta-Associação dos Artistas pela Arte, em parceria com o Figueirafilmart, que tem como objetivos  incentivar e premiar a criatividade de artistas plásticos na área da pintura e promover o cruzamento de públicos.  
Na edição de 2018, entre mais de uma dezena de pinturas,  o júri constituído 5 elementos (dois da Magenta, dois do Figueirafilmart e um representante do município) deliberou atribuir o Prémio "Pintura e Sétima Arte" à artista plástica Madalena Macedo, de Guimarães, que foi entregue na Gala de Encerramento do Festival no Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz no passado dia 1 de setembro. 
Por sua vez a organização do Figueirafilmart atribuiu o Prémio "Figueirafilmart" à artista plástica Manuela Monteiro da Silva, de Barcelos, entregue na cerimónia realizada no Casino da Figueira no dia 29 de agosto.

terça-feira, 4 de setembro de 2018

5ªs de Leitura: Nova temporada das abre com encontro com Alice Vieira

A nova temporada do projeto municipal de promoção e incentivo à leitura '5as de Leitura' tem início dia 20 de setembro pelas 21h30 com a escritora Alice Vieira e a sua editora Cecília Andrade. 
Alice Vieira nasceu em 1943, em Lisboa. É licenciada em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras de Lisboa. 
Iniciou a sua carreira de jornalista aos 18 anos, no Diário de Lisboa, trabalhando depois em vários outros jornais. Recebeu vários prémios literários pelos seus livros, e é membro da direção da Sociedade Portuguesa de Autores. 
Atualmente está reformada do jornalismo mas colabora no Jornal de Mafra, e há 13 anos na revista juvenil Audácia dos missionários combonianos.

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Museu Santos Rocha iniciou ciclo de mostras de obras do alhadense Mário Augusto

A menos de um ano de completar 125 anos de existência, e com o objetivo de retomar a ideia fundamental de dar a conhecer aos públicos que visitam o espaço museológico parte das suas coleções  que habitualmente não estão expostas, o Museu Municipal Santos Rocha deu início, no passado sábado dia 25 de agosto, a um ciclo de mostras com um dos mais relevantes artistas representados no acervo do museu, Mário Augusto. 
Expõem-se assim, pelo período de um ano (até 31 de agosto de 2019) 51 obras do artista de um total de 73 e que integram a coleção de pintura e desenho do museu municipal, numa exposição que revelará, através das obras expostas, as vivências do artista, as suas aprendizagens, o muito que conquistou na sua curta vida (1885-1941). 
Os trabalhos em exposição estão cronologicamente situados entre 1911 e 1941 e foram elaborados a óleo, pastel, carvão, sépia e sanguínea. 
“Reviver Mário Augusto” não se trata de uma exposição antológica, mas sim o reviver da obra do artista retirando da reserva da instituição museológica os seus mais notáveis e representativos trabalhos, bem como um interessante conjunto de esboços e estudos, alguns deles como o primeiro passo para trabalhos posteriores elaborados com mestria e precisão.

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Artistas da Magenta destacaram-se em Salão Internacional de Arte na Noruega

No Salão Internacional de Arte intitulado "Art knows no limits or borders" que se está a realizar na Galeria Form, em Bergen, na Noruega, até 30 de agosto, organizado em parceria da Magenta Associação dos Artistas pela Arte da Figueira da Foz com a Artcom Expo-Associação Internacional de Arte sediada na Noruega, estiveram em exposição mais de três dezenas de trabalhos de pintura, escultura e fotografia, de artistas plásticos de diversos países, nomeadamente da Albânia, Angola, Brasil, Índia, Itália, México, Noruega, Portugal, Reino Unido e Suécia.  
Neste evento os artistas da Magenta tiveram mais uma meritória participação. Rosa Coelho, residente em Coimbra, foi distinguida com o prémio “O Melhor da Salão” pelo trabalho de pintura intitulado  “The Little Mermaid is  a Woman”; A Gustavo Martins residente na Figueira da Foz foi atribuído o Primeiro Prémio, a Paula Teixeira residente no Porto o Segundo Prémio, e a Luís Cláudio residente na Figueira da Foz o Terceiro Prémio. 
A José Baptista de Lisboa e Leila Huguenin do Brasil, atribuídas Menções Honrosas. Por sua vez Maria Almeida, que conquistou a participação neste certame com o prémio que ganhou no Primeiro Magenta Arte Battle, viu o seu trabalho distinguido com o “Prémio de Criatividade”.

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

A pintura serena e poética de Célia Alves em exposição na Sala Zé Penicheiro

Célia Alves é 'uma conhecedora profunda das expressões, dos gestos e das posturas de quem vive o dia-a-dia a laborar na terra pela sua sobrevivência, caracterizando muito bem as expressões e a postura dos modelos, as suas cores semiplanas e sem grandes pormenores', segundo a opinião do crítico de arte Ângelo Vaz. 
Nasceu em Vila Franca das Neves, Trancoso, tendo-se licenciado em Geografia na Universidade de Coimbra. 
Dedicou, como geógrafa, muitas horas a observar e fotografar as figuras que moldam a terra, a conhecer os processos da sua laboração, a registar os seus saberes e a identificar as condições em que se vai processando o seu envelhecimento. Assim, nasceu a necessidade de as vivenciar, tentando captar-lhe as posturas, as formas, os movimentos e as emoções.  Iniciou a sua atividade na área da pintura em 2001 integrada num Clube de Artes que frequentou até 2004.   
A exposição de Célia Alves, inaugurada hoje, estará patentes na Sala Zé Penicheiro do CAE até 23 de setembro.