terça-feira, 28 de janeiro de 2014

“Cabeças de Vento” de Selma Pimentel, Sala Zé Penicheiro

Selma Pimentel cresceu entre o rio e o mar, enquanto dividia o seu tempo entre brincadeiras de rua e os primeiros desenhos, rabiscando em folhas pautadas e soltas. Bem cedo aprendeu a gostar das animações da Disney, enquanto na televisão sorvia as séries infantis como a Heidi, Conan o Rapaz do Futuro, A Lenda da Floresta, Uma Aventura nos Alpes e Tom Sawyer. Na década seguinte, como que por magia, enfeitiçou-se pelas culturas manga e anime, pelas grandes séries e animações japonesas como a Princesa Mononoke, de Hayao Miyazaki, entre tantas outras. 
Depois do secundário, entrou na Escola Superior de Artes de Coimbra, ARCA-EUAC, onde aprendeu a unir os conhecimentos de Design à já existente tendência para ilustração. Ao mesmo tempo que estudava, participava em concursos nacionais de Banda Desenhada, como a BD Mania, em 2004, em Coimbra, no qual ficou em 1º lugar, o Festival Internacional de BD da Amadora e Beja. Trabalhou com editoras portuguesas, espanholas e norte-americanas, ainda que por pouco tempo. 
Mais recentemente, e após alguns anos longe da banda desenhada, a trabalhar exclusivamente em Design, decidiu retomar aquilo que mais lhe dá prazer em criar: histórias ilustradas, contos coloridos, cabeças de vento e mundos imaginários. 
CAE, Sala Zé Penicheiro, de 1 a 27 de fevereiro.

Sem comentários:

Publicar um comentário